ETIC - ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - ISSN 21-76-8498, Vol. 1, No 1 (2005)

MORADOR DE RUA: UMA EXPRESSÃO DA QUESTÃO SOCIAL

Lívia Ap. S de Almeida, Vera Lucia Canhoto

Resumo


Um dos fatores da Questão Social acontece no processo da acumulação do capital e no seu
rebatimento na classe trabalhadora, provocando aumento do desemprego, da pobreza social e
intelectual fazendo com que a população encontre alternativas para sua sobrevivência. Dentre
esse fator podemos encontrar também o alcoolismo, a drogadição, os problemas de saúde mental,
o abandono dos vínculos familiares, essa combinação de elementos que estão presentes na
produção da resistência e na produção da desigualdade que estão presentes os moradores de rua
e os migrantes. Nesta perspectiva o objetivo desta pesquisa é contribuir para a discussão sobre
um dos fragmentos das expressões da questão social, não muito difundido atualmente, mas
presente na sociedade brasileira – o morador de rua. Embora o morador de rua seja tão sujeito de
direitos e deveres como qualquer outra pessoa, a sociedade teima em não reconhecê-lo como tal.
Essa população é o reflexo de uma sociedade excludente e está marcada por um contexto
histórico de desigualdades, pauperização e marginalização.Segundo Bezerra et al (1992), à
proporção que aumenta o tempo de rua, se torna estável a condição de morador, neste universo é
possível identificar diferentes situações em relação à permanência na rua, tais como: Estar na rua:
expressa a situação daquele que, desalentado adotam a rua como local de pernoite e já não a
consideram tão ameaçadoras. Ficar na rua: reflete um estado de precariedade de quem além de
estar sem recursos para pagar uma acomodação, não consegue vaga em um albergue. Ser da rua:
nas situações anteriores é possível alternar a rua com outros lugares de residência e com
trabalhos diversos, pode acontecer ate mesmo que o individuo saia definitivamente da rua, retorne
ao lugar de origem, consiga emprego, constitua família. Esta realidade solicita a intervenção do
Serviço Social junto a esta população que vem se ampliando cada vez mais, exigindo a busca
constante de estudos visando qualificar a ação profissional, uma vez que, na bibliografia atual, o
tema tem ocupado espaço restrito. A presente pesquisa, de caráter eminentemente teórico e com
base no método lógico-dedutivo, busca situar quem é esse morador de rua e destacar as
experiências vividas no Centro de Referência do Migrante/População de Rua de Presidente
Prudente, que tem como objetivo geral proporcionar atendimento ao migrante/população de rua em
situação de vulnerabilidade ou exclusão social, oferecendo-lhe oportunidade para o seu
fortalecimento familiar/pessoal e social, possibilitando ao usuário retorno à cidade ou local de
destino.

Texto Completo: PDF

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.